Notícias

Bioenergética para grávidas.

Técnicas de reprodução assistida, como a fertilização in vitro e a inseminação intrauterina, são cada vez mais utilizadas por casais nos casos em que a infertilidade impede a concepção natural. Em situações como essa, mulheres com dificuldade para engravidar tendem a vivenciar um misto de sentimentos permeados por incapacidade, frustração, vergonha, ansiedade e tristeza.

Inspiradas nessas situações, as psicólogas Reveca Bouqvar e Edna Lopes, especialistas em terapia de casal e família, acabam de lançar um programa de atividades chamado de Imaginário Materno. As sessões, quinzenais, acontecem na Horizonte Clínica de Desenvolvimento Humano, no bairro da Jaqueira, e são voltadas para mulheres que vivenciam esse processo. “Os encontros são direcionados a mulheres em tratamento, que experimentam esses sentimentos por terem que recorrer à gravidez assistida”, diz Reveca.

Ela explica que, através da troca de experiências, de atividades corporais e de arteterapia, as mulheres compartilham vivências e contam com suporte emocional. As reuniões são promovidas com grupos de 12 a 15 pacientes. “Recorremos à terapia bioenergética, que usa exercícios com o corpo e a respiração. E ainda proporcionamos momentos para as participantes trabalharem as angústias e as inquietudes que sentem.”

A especialista ressalta que, diante da tentativa de engravidar, a mulher pode ficar tão focada nesse desejo que a vida se resume à reprodução. “Se isso não for trabalhado, ela pode deixar de lado outros projetos de vida. É nesse ponto que deve entrar a terapia, capaz de equilibrar essa idealização da maternidade”, conclui Reveca.

Clique aqui e veja a matéria original.